Os Modos de Aquisição de Propriedade no Direito Romano

By: Anavitarte, E. J.*

A propriedade é uma das instituições mais importantes do direito privado romano, e nela repousa grande parte da doutrina jurídica que conhecemos da Roma Antiga.

A aquisição de bens era, sem dúvida, algo regulamentado e ao qual se prestava muita atenção, pois uma aquisição sem o cumprimento dos requisitos estabelecidos pelo direito romano implicaria a nulidade do ato.

Além disso, deve-se notar que muitas das instituições jurídicas que conhecemos no direito civil atual são provenientes de figuras jurídicas romanas, típicas de seus modos de aquisição, como tradição, adesão ou usucapião.

It is a long established fact that a reader will be distracted by the readable content of a page when looking at its layout. The point of using Lorem Ipsum is that it has a more-or-less normal distribution of letters, as opposed to using 'Content here, content here', making it look like readable English.

You must log in to access this content
Iniciar con Google
Iniciar con Facebook
x