A Cognação no Direito Romano

By: Anavitarte, E. J.*

A cognação é um tipo de relação que é determinada pela existência de uma ligação direta de sangue entre duas pessoas.

Esse parentesco teve poucos efeitos civis no direito romano, e somente até o final do período clássico os cognatos seriam reconhecidos como detentores de direitos patrimoniais sobre a herança.

Em geral, seria complementar à agnação, ou seja, só se fala em cognação nos casos em que se deve buscar um vínculo entre pessoas que não possuíam vínculo cognato.

It is a long established fact that a reader will be distracted by the readable content of a page when looking at its layout. The point of using Lorem Ipsum is that it has a more-or-less normal distribution of letters, as opposed to using 'Content here, content here', making it look like readable English.

You must log in to access this content
Iniciar con Google
Iniciar con Facebook
x